Legião de Maria

Legião de Maria

A Legião de Maria é um grupo de cristãos católicos que desejando ser autênticos, trabalham duas horas por semana, a favor do próximo, e semanalmente se reúnem para planejar suas atividades e se fortalecer espiritualmente.

Os legionários realizam trabalhos espirituais e de evangelização e se reúnem semanalmente para trocar experiências e recarregar as energias com orações em torno do altar de Nossa Senhora. Para o legionário, a reunião é um momento de partilha, de oração e de discussão de temas referentes à religião e a fé. Além disso, na reunião é que se fortalecem os laços do grupo, construído a partir da oração, do amor fraterno e do respeito, isto fortalece os legionários para a realização dos seus trabalhos de evangelização.

Existem várias maneiras de participar da Legião de Maria. Os membros ativos comprometem-se a orar e a fazer visitas, num trabalho ativo de apostolado espiritual, que é orientado através da reunião semanal. As visitas realizadas são domiciliares a idosos, famílias enlutadas, doentes e sempre que houver necessidade de uma palavra amiga e confortadora. Podem ser realizadas também visitas a hospitais, presídios, orfanatos, asilos, etc.

As pessoas que não podem frequentar as reuniões, nem realizar o trabalho de apostolado, ainda assim podem ser legionárias: como membros auxiliares, podem contribuir com suas orações para que através da Legião de Maria seja refletida as luzes do Reino, por intermédio dos legionários ativos! Os auxiliares ajudam os ativos a serem bem sucedidos em seus trabalhos através de orações. 

A oração diária obrigatória tanto para auxiliares como para ativos é a “Catena” (que significa “corrente”). Mas é recomendado também a reza do terço e da “Tessera” (que significa “senha” – a identificação de todo legionário). Esses termos em latim foram escolhidos e mantidos para todos os países, afim de fortalecer a unidade da Legião em todo o mundo.

Os legionários usam para a sua formação pessoa o Manual. Nele se encontram informações sobre a Legião (como sua fundação e estrutura) e também reflexões sobre fé, espiritualidade e a devoção a Nossa Senhora. Sua leitura deverá ser constante e seus temas discutidos na reunião semanal, para o amadurecimento da fé.